Molho à Bolonhesa da Nana

Olá, pessoal! Aqui quem fala é a Nana e eu estou invadindo o blog da mamãe pra passar uma receitinha coringa e super fácil pra vocês: o fantástico “Molho à Bolonhesa da Nana”.

Inovando um pouco, não haverá fotos, mas sim o vídeo acima onde será possível perceber o modo de fazer.


Essa receita foi criada para o aniversário do meu pai em 2012. A Ivone estava viajando e eu decidi fazer um almoço pra comemorar. Ele pediu lasanha à bolonhesa. Eu nunca tinha feito um molho à bolonhesa na vida. Então comecei o meu processo de criação, que nada mais é do que pesquisar mil receitas na internet e depois montar uma nova, digamos, meio misturada, hehe. Na minha pesquisa eu descobri que, em 2010, a Itália iniciou uma campanha de divulgação da receita original, registrada em 1982 na Câmara de comércio de Bolonha. Isso deu por que a receita sofreu diversas alterações ao longo do tempo e passou a ser sinônimo pra qualquer prato molho de carne que se come com macarrão, até mesmo enlatados. O verdadeiro molho à bolonhesa leva pancetta (bacon), carne, extrato de tomate, cebola, cenoura, salsão, orégano, vinho e leite.
 
A carne utilizada lá na terra da bota é a “cartella” de boi. Os meus parcos conhecimentos de italiano, o google e alguma analogia me permitiram concluir que a tal “cartella” é a maminha, uma carne gordinha e perto da barriga. Se tiver algum leitor carcamano por aí, dê pitacos – ajuda é sempre bem vinda.

Fiquei impressionada ao perceber que a base do molho não é aquele monte de tomate, mas um mirepoix (mistura de vegetais) bem recheado! Amo essas descobertas. Dito isso, dá para perceber que eu tinha toda a intenção dom mundo de fazer a receita original e verdadeira do molho à bolonhesa láááá da Bolonha memo. Porém como resistir ao alho? À pimenta dedo de moça? Às mil ervinhas? Não aguentei e improvisei … Por esse motivo chamei de: MOLHO À BOLONHESA DA NANA.

Molho à Bolonhesa da Nana

Tempo de preparo: 1 h.

Ingredientes

  • 500g de toicinho (ou pancetta) em cubinhos - 1 pimentão vermelho picadinho - 2 pimentas dedo de moça picadinhas sem semente - talos de cebolinha - salsinha - louro - orégano fresco - alecrim - manjericão - tomilho - 1 lata de extrato de tomate - meio litro de caldo de carne ou de legumes - meio litro de vinho tinto seco (não use algo que você não beberia...) - meio litro de leite integral - sal e pimenta à gosto
  • 1,5 kg de maminha (retire o excesso de gordura e pique em ponta de faca)*
  • 1 cabeça de alho amassado
  • 2 cebolas grandes picadinhas
  • 5 talos de salsão picadinhos
  • 1 cenoura grande picadinha (ou 2 médias)
  • 1 pimentão vermelho picadinho
  • 2 pimentas dedo de moça picadinhas sem semente
  • Talos de cebolinha, salsinha , louro, orégano fresco, alecrim, manjericão e tomilho
  • 2 Cups - Organic Plain Flour

Modo de preparo

  1. Modo de preparo: Em uma panela de fundo grosso, coloque o toicinho pra cozinhar em sua própria gordura, em fogo baixo, até que doure. Muita calma nessa hora porque a gordura pipoca muito e você pode se queimar. Eu deixei a panela tampada. Aumente o fogo ao máximo e junte a carne. Misture só um pouquinho. Usei um fouet pra separar melhor os pedacinhos. Depois que a carne estiver cozida, sem nenhuma água na panela, junte o alho, a cebola, os talos de cebolinha, o salsão, o pimentão, a pimenta dedo de moça e a cenoura. Refogue por uns 5 minutos, ainda em fogo alto. Junte um punhado de orégano fresco e meio litro de vinho. Nesse momento o cheiro da sua cozinha será a tradução da felicidade hehe. Espere o vinho evaporar pela metade. Isso deve levar de 5 a 10 minutos, dependendo da potência do fogão. No meu foi rapidinho. Ajuste o sal e a pimenta. Depois, acrescente o extrato de tomate e o caldo. Pegue todas as ervinhas: o manjericão, o louro, o alecrim, o tomilho e a salsinha e amarre com um barbante. Esse é o famoso "bouquet garni". Jogue esse bolinho perfumado de ervas no molho, abaixe o fogo e deixe cozinhando por 2h30m. Durante o cozimento, acrescente o leite aos poucos. Ele enriquece maravilhosamente a textura. O resultado é um molho cremoso, cheiroso e balanceado. Adorei muito. Testem em casa e mostrem pra gente depois!

Depoimento da dona do site

A Ariana é fantástica na cozinha. É minha parceira na cozinha aqui em casa. Esse molho é realmente delicioso. Fica bom na lasanha, no macarrão e até com pão.

author-avatar

AMOR GASTRONÔMICO: RANGO OU CHIQUE. Cozinhar para mim é sinônimo de prazer. Sempre que posso estou na cozinha. Por isso, decidi criar este blog, e a partir de agora terei a oportunidade de compartilhar com vocês minhas experiências – positivas ou não – na arte da gastronomia. E também disponibilizar relatos de viagens e receitas testadas e aprovadas. Sejam bem vindos, Ivone Santiago.

2 Respostas para "Molho à Bolonhesa da Nana"

  • comment-avatar
    Ariana 10/03/2015 (20:54)

    Obrigada, Ana!!!!!! Espero um dia cozinhar igual à mamãe hehehe. Vem pra cá que eu faço uma bolonhesa pra você!!! Beijos

  • comment-avatar
    Anônimo 07/03/2015 (22:03)

    Nana, puxou a mamãe… conta os detalhes e nos leva até sua cozinha! Muito gostoso de ler seu texto! Ah, o molho certamente é delicioso!!! kkk Ana (Londrina).

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: