Nhoque de batata e queijo.

Por esses dias, ouvindo o Zé conversando com a Ariana sobre uma receita de nhoque da avó do Claude Troigros, que ele fez no programa Estrelas, cheguei a “salivar”, e pensei: vou fazer essa receita.

 
Ontem de manhã, no Ceasa de Brasília, quando vi  numa barraca lindos tomates italianos, decidi que faria a receita hoje. Mal sabia eu que a Nana e o Zé estavam com o mesmo pensamento. Então,  fomos todos para a cozinha.
Essa foi a primeira vez que fiz nhoque. Sempre optei por comprar massa fresca de boa qualidade e fazer um molho caprichado e a gosto.
Fizemos o nhoque a 10 mãos. Zé e Nana prepararam a massa e cortaram. Kátia fez o controle de qualidade acertando os tamanhos. Eu e Lade no cozimento, resfriamento e secagem.
Achei um pouco trabalhoso fazer nhoque. No entanto, essa receita é  DELICIOSA. Dá vontade de saborear o nhoque mesmo sem o molho. Vale a pena.
O molho é  bem diferente e muito simples de fazer. Gostei muito.
Dessa forma, quando sentamos à mesa foi muito prazeroso ver todo mundo feliz com o resultado. degustados o nhoque acompanhado de filé grelhado, salada de alface americana, vinho tinto e boa música.
Viva o Claude!
Site do restaurante do Chef Claude.

Nhoque de batata e queijo.

serve: 2 pessoas

Ingredientes

  • Ingrediente Massa:
  • 600 gramas de batatas
  • 120 gramas de farinha de trigo
  • 3 gemas
  • 80 gramas de parmesão ralado na hora
  • 60 gramas de muçarela ralada
  • noz-moscada a gosto - sal a gosto - pimenta a gosto
  • Ingredientes do molho:
  • 350 gramas de tomate italiano sem a pele
  • 50 gramas de cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 1 colher (café) de pimenta dedo-de-moça picada
  • 15 ml de mel
  • 10 ml de vinagre balsâmico (*)
  • 15 gramas ou 1 colher (sopa) de extrato de tomate
  • molho de tomate
  • 20 folhas de manjericão
  • 1 prato de sobremesa de pão do tipo focaccia cortado em cubos grandes (nós usamos o pão italiano e ficou bom)
  • 40 gramas de palmito cru cortado em cubos grandes (nós usamos o palmito pupunha em conserva e ficou bom).
  • 100 gramas de parmesão ralado
  • 100 gramas de muçarela ralada

Métodos

  1. Método Massa: Lave as batatas e as enrole em papel alumínio. Asse em forno até ficar macia, mais ou menos uma hora. Depois de assada, descasque e passe por um espremedor de batatas. Junte às batatas amassadas a farinha de trigo, as gemas, o parmesão ralado, a muçarela ralada, o sal, a pimenta e a noz-moscada. Misture com as mãos. Salpique farinha em uma bancada ou mesa. Pegue uma parte da massa e faça um rolo de mais ou menos uns dois centímetros de diâmetro. Faça os nhoques do tamanho desejado cortando com uma faca sem serra. Fizemos com o tamanho de um centímetro. Numa panela, coloque os nhoques em água fervendo (coloque sal a gosto na água), e em seguida abaixe o fogo. Quando subir à superfície o nhoque estará cozido. Não deixe cozinhar muito senão pode virar purê de batata. Retire e coloque em água gelada. Esse processo interrompe o cozimento do nhoque permitindo que fique firme. Retire da água gelada e coloque em uma assadeira forrada com um pano de pano de prato para que seque. Em seguida coloque na assadeira.
  2. Método Molho: Faça o bouquet garni com a salsa, tomilho e louro. Veja como fazer clicando aqui. Retire a pele do tomate e bata no liquidificador. Peneire e reserve. Coloque em uma panela o azeite, a cebola, o alho, a pimenta dedo-de-moça e deixe suar. Ou seja até que a cebola fique macia. Acrescente o tomate batido. Quando ferver acrescente o bouquet garni, mel, vinagre balsâmico e extrato de tomate. Cozinhe em fogo baixo por 20 minutos ou até que fique encorpado. Tempere.
  3. Método da montagem do nhoque: Na travessa Misture os nhoques com molho de tomate, o palmito e o manjericão. Coloque o pão. Cubra com o queijo parmesão e a muçarela. Leve ao forno até gratinar.

Informações Adicionais

PS: por esquecimento colocamos o pão por último. Não recomendo.^ (*) Vinagre balsâmico: é de origem italiana. Não é um vinagre comum. É produzido com uvas e passam por cozimento para redução e depois ser fermentado com lento processo de envelhecimento que vai concentrando os sabores. Pode ser encontrado em supermercados e mercearias.

author-avatar

AMOR GASTRONÔMICO: RANGO OU CHIQUE. Cozinhar para mim é sinônimo de prazer. Sempre que posso estou na cozinha. Por isso, decidi criar este blog, e a partir de agora terei a oportunidade de compartilhar com vocês minhas experiências – positivas ou não – na arte da gastronomia. E também disponibilizar relatos de viagens e receitas testadas e aprovadas. Sejam bem vindos, Ivone Santiago.

Sem Respostas para "Nhoque de batata e queijo."

    Deixe seu comentário

    %d blogueiros gostam disto: